Símbolos do Caminho

Olá pessoal, vou tentar explicar aqui alguns dos símbolos que conheço e que fazem parte da vida do peregrino durante sua caminhada à Santiago de Compostela. Acho extremamente importante saber sobre eles pois é uma maneira a mais de viver e entender o Caminho durante a peregrinação.

símbolos

A Vieira

Esta concha de um molusco é um símbolo ao culto à Santiago, é comum encontrar ela pendurada no pescoço, mochila, no chapéu ou no cajado do peregrino. Tá mas porque ela é um símbolo do Caminho? Reza a lenda que o corpo do apóstolo Tiago quando era transportado de navio para a Espanha, caiu no mar durante uma tempestade, mas depois de um tempo ele apareceu na praia intacto e coberto de conchas de vieira. Outra lenda é que quando o navio que o transportava estava chegando no litoral, acontecia um casamento na costa, o noivo vinha em seu cavalo que se assustou com a embarcação e disparou sem controle para  para o mar, um tempo depois eles reapareceram vivos e cobertos de vieiras.
Também é contado que ela era usada para os peregrinos na idade média tomarem água e até mesmo comerem, eles eram recebidos por hospitaleiros para jantar e só poderiam pegar o que coubesse em sua concha, pois os hospitaleiros da época não tinham condições de oferecer grandes refeições aos grupos de peregrinos, sendo assim poderiam ajudar muitos peregrinos sem prejudicar seu estoque de alimento. Mas além destas lendas, a concha também tem um significado interessante, seus sulcos, suas linhas se encontram todos em um mesmo ponto, o que pode ser usado como metáfora para os diversos caminhos que levam a um mesmo lugar, Santiago de Compostela.

A Via Láctea

Essa indica a direção para todos que fazem o Caminho, pois segundo uma lenda medieval a Via Láctea é formada da poeira levantada pelos peregrinos rumo à Santiago e se segui-lá chegará ao sepulcro do apóstolo. Ela também aparece no livro IV do  Codex Calistinus, onde conta que Santiago aparece no sonho de Carlos Magno dizendo para seguir a Via Láctea que assim o encontraria.

A Seta Amarela

Essa é uma marcação ao longo de toda a rota, para saber se está seguindo o caminho correto, é só procurar por uma seta amarela pintada em algum lugar, chão, pedra, árvore, se olhar bem sempre vai achar uma dizem os peregrinos. A maioria das seta são pintadas pela população para indicar o caminho correto à Santiago, mas já li que alguns comerciantes pintam desvios para o peregrino passar na frente de seu comércio e gastar um dinheirinho. É tá achando que só no Brasil que tem jeitinho… não é não! Fato é que o Caminho é marcado por setas e seguindo elas você não se perde, se se perder é só procurar que vai ter uma seta ou então duas linhas paralelas horizontais, uma vermelha outra branca, isso que dizer que está no caminho certo, se eles estiver cruzadas, está no caminho errado, quando a vermelha indicar para a esquerda, vá, quando para direita, vá.

A Cruz de Santiago

A cruz vermelha com a parte de baixo afiada como uma espada, representa a Ordem de Santiago e era usada pelos Cavaleiros de Santiago, uma ordem religiosa-militar do século XII. Li em algum lugar que ela começou a ser usada depois que ocorreu a aparição de Santiago em uma batalha contra os Mouros, onde então começam a chama-lo de Santiago Mata Mouros, mas não achei mais informações sobre isso, portanto não sei se dá pra considerar a informação verdadeira.
Normalmente a cruz aparece pintada nas conchas que os peregrinos de hoje levam pelo Caminho e que também vira um belo souvenier.

A Pedra

A pedra carregada pelo peregrino até a Cruz de Ferro, no Monte Irago a 1500 metros de altitude, representa seus pecados, suas angustias, seus problemas. Chegando a este ponto do Caminho, o peregrino deposita sua pedra aos pés da Cruz deixando com ela tudo de ruim e pedindo proteção na sua caminhada, depois segue uma pessoa mais leve. Dizem que o tamanho da pedra é proporcional ao tamanho dos pecados.
Fora esse ritual, as pedras são realmente um símbolo dos peregrinos, elas estão empilhadas por toda a parte, sobre os marcos de km, na beira das trilhas e formando setas e desenhos. Por tudo que já vi em vídeos e fotos, são realmente marcantes na caminhada.
Só uma curiosidade bacana, a Cruz de Ferro, certa vez foi derrubada por ato de vandalismo e no grupo que colocou a Cruz em pé novamente, estava um brasileiro. Braasiiilll illl illll!!!

A Credencial do Peregrino

Essa na antiguidade era como uma carta de recomendação, um salvo-conduto atestando a condição de peregrino, ela era fornecida pelo padre da paróquia do peregrino, portando ela, este teria hospitalidade garantida. Hoje ela é como um passaporte desdobrável com 14 páginas, nela o peregrino(a pé, de bicicleta ou a cavalo) vai colecionando carimbos/selos por onde passa, albergues, bares, restaurantes, igrejas e por ai vai, estes carimbos irão comprovar que o peregrino passou por estes locais e irão dar direito a famosa Compostela, um documento que falo logo abaixo.
A credencial pode ser adquirida gratuitamente na Oficina Del Peregrino em Saint Jean Piet De Port onde pretendo começar o Caminho de Santiago, me parece que em albergues também se consegue, mas também pode ser obtida aqui mesmo no Brasil junto as Associações dos Amigos do Caminho de Santiago por um valor simbólico, senão me engano os associados não pagam por ela (para retirar em Florianópolis o valor é de R$20,00, clique aqui). A credencial não dá direito a nenhuma regalia, quem possui deve se comportar bem nos albergues onde o hospitaleiro tem o poder de retira-la de você caso não se comportar como deve.
Li que para entrar na Espanha, ter a credencial em mãos ajuda, pois assim como na antiguidade, comprova a condição de peregrino.

A Compostela

Agora sim A Compostela, este é um documento em latim firmado pelo eclesiástico da Catedral de Santiago que comprova que você fez o Caminho de Santiago, peregrinou e chegou a Catedral por motivo religioso ou de busca interior, mas mesmo se você não fez por estes motivos, agora pode receber também o documento. Ela é fornecida em Santiago, próximo a Catedral na Oficina do Peregrino, lá será analisada sua credencial de peregrino e os carimbos para ver se você fez ao menos os últimos 100km a pé ou a cavalo ou então 200km de bicicleta, para esse trecho você deve ter ao menos 2 carimbos por dia, assim terá direito a esse documento escrito em latim atestando sua peregrinação.

Bom, depois de tanta informação sobre os símbolos do Caminho, o post fica por aqui.
Abraço e valeu pela visita. Bom caminho!

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s