Vou de bota, agora é oficial!

O velho assunto super discutido em vários blogs e fóruns que já li: O que usar no Caminho de Santiago, botas ou tênis? Isso dá pano pra manga hein! Ok, mas não é essa discussão que vou abrir aqui, a abordagem será outra. Já fiz um post sobre esse assunto, dei a minha opinião pois acho que essa escolha não tem uma regra exata, vai como você se sentir melhor e mais seguro, essa é a regra.

Bom, como escrevi no post passado(Boto bota?!), optei por usar botas e agora vou mostrar aqui qual bota vou usar e os pontos que me fizeram compra-las.
Depois de muito namorar vários modelos de botas pela a internet e também em lojas físicas, alguns pontos me fizeram comprar a bota da Quechua, o modelo Forclaz 500, vou tentar explicar aqui dois motivos principais que me levaram a essa escolha.

Quechua Forclaz 500 - Decathlon
Quechua Forclaz 500 – Decathlon.com.br

Primeiro ponto – preço
Fazer o Caminho não é super mega caro, mas pra quem assim como eu não tem bons equipamento para uma longa caminhada, investe-se algum dinheiro. No meu caso não tenho tinha uma boa bota para enfrentar 800km. Depois de ler alguns relatos e ouvir dicas de conhecidos que já fizeram o Caminho, resolvi ir na Decathlon e provar a Forclaz 500, pois seu preço( R$299,00) caberia no meu bolso sem maiores problemas. Vi botas dos mais variados tipos e dos mais variados preços também, mas realmente o custo benefício da Forclaz 500 foi muito convidativo para decidir caminhar com ela.

Segundo ponto – conforto
Coloquei no pé alguns tipos de botas, modelos da própria Quechua, da Timberland e da Salomon, mas dentro do primeiro ponto, o preço, a Quechua Forclaz 500 foi imbatível na minha opinião. Provei ela na loja com duas meias, uma mais fina e uma coolmax bem grossa, a regra de comprar um número maior foi exata, calço 40, coloquei no pé e ficou boa para o dia-a-dia, justa, mas para uma caminhada longa não daria, coloquei a 41 e ficou excelente, espaço perfeito para movimentar os dedos, o tornozelo ficou ótimo, achei muito confortável mesmo, isso que ela ainda vai amaciar, tenho usado há alguns dias e sinto ela ainda mais confortável no pé, gostei mesmo, espero que continue assim. Lembrando que nunca tive uma boa bota de caminhada, fui pela experiência de outros que, inclusive, já fizeram o Caminho com ela.

Mas entre outros pontos bacanas dessa bota, dá pra destacar o solado que me parece bem resistente e achei super aderente, com boa tração, o visual dela muito bonito, a amarração também me agradou, mas tem um outro ponto super positivo nessa bota que não pode ser esquecido, seja na marca que for, é a membrana NovaDry que não deixa entrar água e ao mesmo tempo permite que o pé respire, enfiei ela embaixo da torneira e saiu sequinha, usei em uma tarde de chuva forte para fazer umas coisas aqui pelo bairro, ficou perfeitamente seca. Baita ponto positivo.

Enfim, estou bem feliz com a escolha, acredito que irá atingir as expectativas que tenho para essa bota. Logo pretendo fazer uma caminhada longa de uns 20km com ela no pé, vamos ver se minha opinião se mantém, acredito que sim.
Bom, foi esse o post de hoje com um estilo meio que review, obrigado pela visita e bom caminho!

Anúncios

7 comentários

  1. Estou faZendo o caminho de Santiago e comprei essa bota forclaz , sinceramente é horrível o solado é frágil após 400 km ele está desgastado, e ela não é impermeável nada eu e minha esposa estamos com os pés molhados com uma chuva moderada.

    Sinceramente não vale a pena economizar neste item são 775 km amanhã comprarei uma Salomon em Leon .

    Curtir

    • Tenho amigos que já fizeram com ela e não tiveram problemas! Uso a minha faz bastante tempo em diversas condições, inclusive chuva, os pés ficam secos e o solado está como novo, talvez seja algo na sua bota, fale com algum SAC deve ajudar! Bom caminho pra vocês!

      Curtir

  2. Marcos, olá! Estou a pesquisar uma bota também, sendo essa minha segunda bota, porém a primeira apesar de bem surrada não serve de comparação, pois foi um modelo macboot.

    Bom, to pronto pra comprar esse mesmo modelo depois de bastante pesquisa. Mas na minha cidade não encontro lugar algum que vende esse modelo. Então não dá pra experimentar, estou muito próximo de correr esse risco e comprar pela internet.

    Calço 40, porém em alguns calçados calço 39 e agora resta a dúvida cruel…compro 40 ou 41. Você pode me falar mais sobre sua experiência. Essa bota já cedeu no pé? Aguentou bem caminhada mais longa?

    Abs.

    Curtir

  3. Olá Peregrino (não consegui achá o teu nome)!

    Eu pretendo fazer o caminho entre Setembro e Outubro do ano que vem e já comeCEI minha pesquisa e por isso acabei “caindo” no teu blog, que achei muito interessante e que de encontro com os afixionados pelo Caminho.

    Bom, vou me apresentar: meu nome é Luciana, tenho 36 anos, sou brasileira e moro em Portugal. Sempre tive um grande carinho pelo Caminho, pois em 1999 trabalhei em uma agência de ecoturismo em Porto Alegre a qual comercializada roteiros eco-culturais e um deles era o Caminho Francês a Compostela. Foi a partir de então que criei um interesse pelo Caminho, pois necessitava “conhecê-lo” para vendê-lo e assim comecei a estudá-lo para informar aos futuros peregrinos o que lhes esperava 🙂

    Morei em Espanha 3 anos e em 2007 fiz um planeamento sobre o Caminho. Este plano contava com meu deslocamento até Pamplona e naquela época eu tinha decidido que quando fosse fazer o Caminho, começaria por lá. Tinha o planeamento feito, desde transporte, equipamento, alojamento, alimentação incluindo todos os possíveis gastos, porém não tinha ideia de quando faria o Caminho.

    Como você pode constatar, passaram-se 7 anos e a cerca de 1 mês atrás tive o “chamamento” e não consigo pensar em outra coisa hahahaha Minha vida agora se resume a isso, desde a hora que acordo até quando vou dormir! 24 horas! Minha conversa até se torna chata para os outros, pq assunto vai, assunto vem e eu falo do Caminho!

    É tão bom encontrar pessoas que têm os mesmos “problemas” e questões sobre esse assunto, que agora até deixei um pouco de lado meu projeto de trabalho final de mestrado lololol Mas só até ter o planeamento principal feito 😉

    Espero poder manter contato, pois assim temos um apoio extra e quem sabe um estímulo para os treinos (caminhadas) que vêm pela frente!

    Até breve!

    Luciana☆

    Curtir

    • Muita bacana Luciana, primeiro é um prazer ter você lendo e comentando aqui. Fico feliz.
      Bom… esse chamado do Caminho é algo incrível mesmo, confesso que também tenho pensado nele o tempo todo e não vejo a hora de trilha-lo!
      Você então já deve estar super informada sobre o Caminho, talvez deva atualizar apenas algumas informações quanto aos albergues, pois esses brotam a cada momento pelo que tenho lido. No mais o Caminho deve ser o mesmo como sempre foi. Tenho uma amiga que fez ele em 2001 e, segundo ela, irá precisar se atualizar pois a infra estrutura comercial(tanto gastronômica quanto de hospedagem) mudou muito.
      Bom… continue passando por aqui então e vamos conversando, minha data exata de ida ainda não está definida, preciso ainda levantar $$$ e definir agenda, mas será lá por Setembro ou Outubro também.
      Abraço e obrigado pela visita.
      Marcos Campos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s