Minha câmera é pesada, será que levo?!

Amigos, tenho participado de um grupo sobre o Caminho de Santiago no WhatsApp e nele surgiu o assunto fotografia, levar ou não levar câmera, peso, lente e etc.
Bom, pensando nisso e conversando com alguns membros que me chamaram para tirar dúvidas sobre fotografia, lembrando que sou fotógrafo de profissão já tem uns 12 anos, resolvi escrever mais um post de dicas relacionadas a fotografia, porém desta vez abordando como seria será levar uma câmera mais “robusta”, lente, flash, tripé e toda a tralha que envolve esse meio.

Já escrevi outros posts que tem relação com a fotografia, são eles:

Primeiro vou explicar o que eu quero dizer com câmera “robusta”.
Utilizei este termo para me referir à câmeras DSLR, câmeras profissionais ou semi-profissionais. Em outro post citei as compactas, ótimas opções para toda e qualquer caminhada, porém quem tem um “robusta” vai ficar com dó de deixar em casa e esse é o ponto que quero abordar, levar ou não ?! Eis a questão!

A maior vantagem de levar uma câmera desse tipo é que se você já sabe usar bem todos seus recursos, irá valer à pena levar um peso maior na mochila, pois terá fotos com maior qualidade, maior fidelidade de cores, terá um controle maior dos ajustes para condições de iluminação diferentes e por aí vai. Em resumo, conseguirá explorar melhor sua criatividade e controle sobre o registro de sua lembrança fotográfica do Caminho(ou de qualquer outra situação que seja).

Tá mas junto com as câmeras maiores, vem as lentes!! Sim, você precisa pensar bem para decidir que lente irá levar, eu por exemplo adoraria levar umas 3 ou 4 lentes, mas só nessa brincadeira já acrescentaria uns 7 ou 8kg na minha bagagem, impossível! Tenho que me contentar e treinar o olhar para apenas uma lente.
O que você precisa lembrar sobre lentes, você irá caminhar por paisagens belíssimas, interior de igrejas/castelos de vários portes, estará em albergues com cômodos pequenos(eu acredito), irá clicar o famoso self e por aí vai. Para estes usos deve se pensar em lentes versáteis, não adianta levar apenas um zoom gigante que não te ajude na hora de mostrar a amplitude do interior de um castelo por exemplo.
Minha dica é: leve uma lente grande angular com um pouco de zoom. Por exemplo uma 18-55mm, 17-40mm, 24-105mm e assim vai. Lentes fixas como a 50mm não acho que seria muito interessante devido a te limitar para fotos mais abertas, angularmente falando, além do mais as câmeras semi-profissionais, o sensor delas é menor, isso faz com que a lente fica mais que 50mm diminuindo ainda mais o ângulo de visão, já câmeras profissionais, full-frame, de sensor maior, as lentes se comportam com as distâncias corretas! O importante é explorar enquadramentos e contextualizar a foto.
Outra dica de lentes, pense nas lentes mais claras, aberturas maiores, fundo com maior desfoque, fotos com menos luz e sem flash em ambientes fechados, porém lembre-se que elas são normalmente mais pesadas, então pense bem sobre o assunto. Eu tenho utilizado nas caminhadas sempre a mesma lente, uma 17-40mm f4, nem muito clara, nem muito escura, bem grande angular e com pouco zoom, o resultado tem sido bom.

Outro item que me perguntaram, o flash, na minha opinião desnecessário levar um, utilize o pop-up da sua câmera ou explore os ISOs maiores, maior sensibilidade de luz sem necessidade de flash, porém maior granulação na imagem. No meu caso, minha câmera não tem flash incorporado nela, o pop-up, mas exploro sempre o ISO alto e a maior abertura da lente, consequentemente maior entrada de luz e maior sensibilidade para capta-la.

Tripé, também me foi questionado, porém tem um post exclusivo sobre o assunto aqui no blog, mas adianto que a melhor opção é o tripé flexível, leiam o post é uma peça maravilhosamente útil para quem gosta de foto com tripé e não quer levar um trambolho.

Bolsa para a câmera, isso é importante, eu mesmo não tenho uma específica para a caminhada, mas pretendo ter uma logo logo, de preferência que seja waterproof. Tem que lembrar que você vai pegar chuva, a mochila tem capa, você tem capa, a bolsa da câmera precisa estar protegida também. Não adianta deixar dentro da mochila pois você vai querer fotografar algo mesmo com chuva e tem que parar para tirar ela de dentro. Câmera sempre à mão em uma bolsa à tira colo seria muito bom.

Tá, mas você fotografou tudo, o dia todo, a câmera está explodindo e agora o que faz com as fotos?! Minha ideia é levar o máximo de cartões de memória que tiver e junto um cabo USB ou leitor para quando tiver oportunidade em algum albergue, poder baixar e colocar tudo em pendrive, ocupa pouco espaço, pesa quase nada e vai ser uma mão na roda! Lembre-se de deixá-los bem protegidos de chuva.

Enfim, sei que vou levar uns 2kg extras na minha bagagem, mas não poderia ser diferente! Vou enxugar em outras coisas para conseguir caminhar sem sofrimento, mas tenho a certeza que trarei recordações fotográficas maravilhosas.
A máxima “foto boa não é o equipamento que faz” vale ser lembrada, mas… cada um cada um.

Se vocês tiverem dúvidas sobre fotografia que eu possa ajudar, escrevam nos comentários.
Já pensei até em criar alguma aula para dar dicas para o pessoal que quer viajar e ter recordações que todos aos amigos gostem de ver e não aquelas que só ele entende a foto rsrsrsr. Quem sabe!?!?
Bom caminho para todos e boas fotos.

Anúncios

2 comentários

  1. Marcos, ainda to avaliando se levo a minha ou não. Não sou profissional (bem longe disso), sou somente apaixonada por fotografia mesmo. Tenho uma Canon EOS T5i, bem legal para uma amadora como eu, mas não chego a dominar a camera. Na verdade nem ela e nem nenhuma. Tenho aprendido lentamente como controlar (não sou muito de estudar sobre isso e sim experimentar). Às vezes penso que levar o equipamento talvez não seja vantajoso porque sei que por vezes não vou conseguir configurar rapidamente e acertar como quero, e terminar utilizando no modo automático, sabe? Sei que mesmo assim faria diferença no resultado, mas será que pelo peso e preocupação com bateria carregada, carregador, etc, vai valer o esforço? Enfim, é um conflito dentro de mim kkkkk

    Já não me preocupo muitocom o armazenamento dos arquivos pois comprei um HD portátil da SanDisk com uns 60gb que tem entrada pra SD card, então nem precisa do computador. Fica a dica aí tb!

    Vou fazer alguns treinos com a mochila e penso em levar a câmera pra ver se vai me incomodar ou não, afinal ela nem é tão pesada assim….(com lente tem por volta de 800g).

    Obrigada pelo post e se tiver algum conselho diante do que mencionei, ficarei feliz em saber 🙂

    Abs!

    Curtir

    • Michelle, eu iria falar exatamente isso, treine com a mochila e leve a câmera para ver se sente confortável. No seu caso a maior diferença em fotos seria uma qualidade para possíveis ampliações ou algo assim! Você quem deve avaliar isso depois dos treinos.
      A ideia do HD é ótima, pena que pra o meu tipo de cartão não tem! Rsrsrsrsrs
      Enfim, vá caminhando e avaliando! Bom Caminho!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s